Infantojuvenil

“TUA MÃO NA MINHA”, DE ELOÍ BOCHECO

livro individual 3

“Tua mão na minha” (Habilis Press, 2012), de Eloí Bocheco, narra a história de Dúnia, uma menina que quase todos os dias vai à fonte, enche o balde com água fresca e carrega até sua casa. Como mora longe, ela faz várias pausas para descansar. Durante as pausas, debruça-se sobre o balde esperando a água se aquietar dentro do recipiente. Neste momento, Dúnia solta sua imaginação, faz uma

Infantojuvenil

“O MENINO DETRÁS DAS NUVENS”, DE CARLOS AUGUSTO NAZARETH: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES

^95EBB74AB37098B7A1629A6646E42FA5BB9F4D2F8061148456^pimgpsh_fullsize_distr

“O menino detrás das nuvens” é um texto dramático infantojuvenil escrito por Carlos Augusto Nazareth, em 1997, e recentemente reeditado pela Habilis Press Editora. Recebeu o selo Altamente Recomendável da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) quando de sua primeira edição, em 1997, e foi indicado ao Prêmio Mambembe de melhor texto, no mesmo ano. Na edição atual, o texto conta com ilustrações de Dane D’Angeli

Infantojuvenil

“CEM PINGUINS OU SEM PINGUINS?”, DE ADRIANO MESSIAS

livro individual 1

Na obra infantojuvenil “Cem pinguins ou sem pinguins?”, de Adriano Messias (2012), Seu Ling, um chinês comerciante de bugigangas, é o cerne de uma grande confusão iniciada por um erro na escrita do telégrafo. Tudo começa quando ele vai até o telegrafista para que seja mandada uma mensagem para seu revendedor, na China, encomendando cem (100) pinguins de geladeira; no entanto, o telegrafista escreve para o revendedor “mandar

Infantojuvenil

“O CONSERTADOR DE COISAS”, DE MILENE BARAZZETTI

livro individual 6

A narrativa infantil “O consertador de coisas”, de Milene Barazzetti, foi finalista do Prêmio AGES (Associação Gaúcha de Escritores), edição 2013, na categoria Obra Literária Infantil. Na leitura desta narrativa, percebemos que a ficção pode tratar de assuntos muito subjetivos, ao recriar situações cotidianas como a morte, sem abordá-la de forma realista. Na história, a pequena Sophie, que perdeu o pai (o marceneiro de quem tanto gostava de